Ativo e passivo na contabilidade: quais as diferenças entre eles

Compreender o que é o ativo e passivo na contabilidade, quais são as suas principais diferenças e como gerenciá-los é vital para seu planejamento contábil e estratégico.

Quando se trata de planejar o orçamento de uma empresa, seus investimentos, seus gastos e, sobretudo, seus lucros, é essencial que saibamos exatamente o que temos a pagar e o que temos a receber.

Esse tipo de operação, embora pareça ser muitíssimo simples e já muito conhecida em nosso dia a dia, fica um tanto mais delicada quando se trata do orçamento de uma empresa.

Para que pudéssemos compreender exatamente o que pode ser inserido como lucro, patrimônio e outras formas de bens da empresa e o que são, exatamente aquelas coisas que subtraem nossas receitas, existem os conceitos de ativo e passivo na contabilidade.

O que é ativo e passivo na contabilidade?

São conceitos que determinam quais são os bens de uma empresa e, ainda, quais são as suas obrigações, respectivamente.

Como estão presentes em relatórios financeiros da empresa, tais como o balanço patrimonial, é essencial que saibamos identificar rapidamente o que cada um trata, sobretudo por serem indicadores essenciais para a avaliação de uma empresa.

Saiba, agora, do que trata cada um desses conceitos:

Ativo

Os ativos da sua empresa são entendidos como todos os bens que são relacionados ao negócio.

Tudo aquilo que, de alguma forma, representa um investimento realizado pela empresa e que pode ser convertido como receita, lucro, dividendo e qualquer conceito que represente ganho, é entendido como ativo, como, por exemplo, o capital de giro:

Passivo

Os passivos de uma empresa são entendidos como todas as despesas que ela tem para manter a sua operação.

Quando se trata de passivos, podemos assumir que são eles todos os valores que, de alguma forma, são descontados da receita da empresa, representando, assim, uma obrigação ou gasto.

Qual a diferença entre ativo e passivo na contabilidade?

Qual a diferença entre ativo e passivo na contabilidade?

A diferença que existe entre ativo e passivo na contabilidade, de forma prática, pode ser compreendida através da observação do fluxo financeiro de uma empresa.

Toda vez que uma empresa realiza um gasto que representa um benefício para o negócio, tal como a compra de um maquinário específico, essa saída de dinheiro se converteu em um ganho, que irá se pagar a curto, médio ou longo prazo.

O mesmo entendimento pode ser atribuído à compra de um software, à contratação de um novo time, aos investimentos realizados em formação profissional e, de forma geral, a tudo que pode fazer com que a empresa se torne melhor.

Enquanto os ativos representam benefícios, os passivos representam todo o montante de dinheiro gasto pela empresa de forma recorrente e que, por si, não significa um investimento ou um benefício, tais como o pagamento de tributos, processos e multas.

Quando realizamos um balanço patrimonial, é sobre a diferença entre os ativos e os passivos que vamos tratar, sendo, portanto, o resultado dessa diferença o que chamamos de patrimônio líquido do negócio.

É diante desse valor que podemos observar qual é, de fato, a fatia que cada sócio ou acionista possui da empresa e dos seus bens.

Devemos compreender a diferença entre esses dois conceitos e, sobretudo, o que cada um abriga para que possamos fazer o correto registro dos ativos e passivos na contabilidade de uma empresa.

Para compreender a diferença entre ativo e passivo na contabilidade, confira a tabela abaixo que trata a forma que cada evento financeiro pode ser tratado:

 

ATIVO PASSIVO
Imóveis da empresa

x

Folha de pagamento* x x
Maquinários e equipamentos x
Contas básicas e recorrentes x
Dívidas resultantes de processos x
Duplicatas x
Dinheiro em caixa x
Gastos com insumos de escritório* x x
Formação profissional x

 

* Destacamos essas duas linhas para chamarmos a atenção para um ponto elementar para toda gestão e que pode ter conotação dúbia: para muitos, o investimento em carreiras pode ser um ativo, bem como o planejamento diário de um escritório, por exemplo.

Exemplos de ativo e passivo na contabilidade

Exemplos de ativo e passivo na contabilidade

De forma mais prática, veja como identificar o que são ativos e o que são passivos da sua empresa:

Ativo

  • Dinheiro em caixa;
  • Imóveis;
  • Estoque;
  • Maquinários;
  • Direitos;
  • Dívidas a receber;
  • Formação profissional;
  • Softwares.

Passivo

  • Contas a pagar: energia, Internet, gás, água, esgoto, encargos trabalhistas, impostos;
  • Custas com fornecedores;
  • Gastos de manutenção de equipamentos;
  • Multas, processos, indenizações;
  • Custos com insumos para o dia a dia e organização do trabalho.

Como analisar ativo e passivo na contabilidade?

Uma vez que você tenha recebido o balanço patrimonial, agora é hora de observar de forma cautelosa a seção de ativos, passivos e patrimônio líquido, preferencialmente comparando com outros balanços de anos anteriores.

É importante sempre refletir as causas de qualquer desvio significativo – e que não seja justificado por questões como inflação, ou reajuste tributário, por exemplo – nas obrigações da empresa, no passivo.

Isso é determinante para a criação de um planejamento estratégico para as finanças da empresa, o que não quer dizer que desvios significativos não devam ser levados em conta na análise, uma vez que também podem incidir na carga impostuária futura.

Portanto, o que deve sempre se levar em conta frente a um balanço patrimonial é qual o impacto que tanto os ativos quanto os passivos representam para um negócio, dando um norte para o planejamento de uma empresa.

Conclusão

Compreender o que é o ativo e passivo na contabilidade é essencial para que o planejamento estratégico das finanças de uma empresa possa ser construído de forma realista e, sobretudo, condizente com a realidade.

No momento em que se recebe o balanço patrimonial da empresa, que deve ser realizado anualmente, a diferença entre o passivo e o ativo é representada pelo conceito de patrimônio líquido, essencial para se compreender quais são os ganhos reais no período.

Por conta da importância desses conceitos para a compreensão do que é, de fato, a sua empresa, da eficiência dos seus processos e, ainda, do aproveitamento dos seus investimentos, é essencial contar com quem realmente entende do assunto.

Conte com quem é especialista em contabilidade no momento de realizar o seu balanço patrimonial!

Deixe um Comentário

Contar com os serviços da MF Consultoria é ter a garantia de que sua empresa terá toda a assistência necessária.

Estamos sempre próximos, realizando reuniões mensais, detectando novos e melhores caminhos, prevenindo problemas e oferecendo soluções adequadas.

Fale com a gente

POSSO AJUDAR?