Plano de contas contábil: entenda a importância e como montar!

Um plano de contas contábil é um documento que tem por objetivo guiar o trabalho de um contador, pois é nele em que são registrados todos os fatos que se referem ao funcionamento de uma empresa.

O plano de contas contábil é a reunião de todas as contas de uma empresa. Através dele, é possível estruturar a rotina do trabalho contábil, registrando todos os fatos contábeis de uma empresa.

Através do plano de contas contábil também é possível realizar os documentos contábeis, como demonstrações e, até mesmo, realizar um melhor controle de gestão financeira.

Cada empresa tem as suas necessidades em relação a essa documentação, sobretudo porque cada empresa é única e cada tipo de negócio gera suas próprias demandas em relação à organização e ao aprofundamento de informações.

Sua empresa já tem um plano de contas? Se não, confira hoje tudo o que você precisa saber sobre como fazer um e qual a importância dele!

O que é um plano de contas contábil? 

O plano de contas contábil é uma forma específica de organizar, catalogar e enumerar as contas de uma empresa através de uma estratégia lógica, que permita a fácil identificação de um registro, seja ele de entrada, seja ele de saída.

Essa organização é essencial para que uma empresa possa se organizar financeiramente, além de facilitar também a criação de documentos contábeis, tais como o DRE ou o Balanço Patrimonial.

Através de um sistema de registros eficaz para o tipo de empresa e sua estrutura, o plano de contas também possibilita um melhor controle financeiro da empresa, sobretudo por possibilitar que seus gestores tenham um acesso fácil a esse montante de documentos.

O plano de contas, além de ser uma ferramenta fundamental para a organização financeira de uma empresa, também tem uma previsão legal para ser elaborado.

Conforme a Lei de número 6.404 de 1976, o plano de contas é um documento contábil obrigatório às empresas e, embora a forma de registrar as informações possa diferir para cada uma, o documento é imprescindível e parte da documentação de um negócio.

Assim, cada negócio, por ser único e ter suas próprias necessidades, pode também elaborar um modelo próprio para esse acompanhamento, personalizado de acordo com as suas necessidades e particularidades, desde que sustentado pelos princípios contábeis.

Qual é a função do plano de contas na gestão?

O plano de contas contábil é uma forma de organizar as finanças de uma empresa. Através dele, é possível sistematizar, registrar e, ainda, planejar o futuro de um negócio.

Com o plano de contas, é possível olhar para as obrigações de uma empresa de forma simplificada, buscando por maior eficiência na gestão do orçamento de um negócio.

Outras funções do plano de contas também estão relacionadas com a necessidade de organizar documentações contábeis, alocando cada tipo de gasto e de receita em suas respectivas classificações.

Além dessas funções, o plano de contas também tem por objetivo padronizar a forma como são registradas as informações de uma empresa, tornando simples e fácil encontrar qualquer tipo de informação que ele possa abrigar.

A MF Consultoria Contábil conta com uma equipe de analistas especialistas em consultoria empresarial. Conheça agora nossos serviços!

classificação de contas e estrutura de um plano de contas

A estrutura de um plano de contas contábil

Apesar de cada empresa poder estabelecer uma estrutura e um modelo de plano de contas que mais se adéqua à sua realidade, ele deve sempre contar com as seguintes informações:

Ativos

Os ativos são todos os bens que uma empresa acumula, como o dinheiro em caixa e contas que tem a receber, sejam elas correspondentes a vendas, a faturamentos ou a direitos que acumula.

Entre os ativos também podemos alocar os investimentos que a empresa realizou, bem como suas aplicações financeiras, reservas em banco e qualquer outro tipo de rendimento.

De modo a organizar o plano de contas, recomenda-se dividir os ativos da seguinte forma:

  • De curto prazo, ou circulante: todos os ativos com vencimento menor do que 365 dias a partir de sua expedição;
  • De longo prazo, ou não circulante: todos os ativos com vencimento superior do que 365 dias a partir de sua expedição.

Quer saber mais sobre o que são os ativos da sua empresa?

Passivos

Os passivos, diferentemente dos ativos, representam todas as obrigações de uma empresa, sendo aquelas “saídas” do orçamento, suas contas a pagar e, assim, representando os pagamentos devidos.

No plano de contas, os passivos são classificados da seguinte forma:

  • De curto prazo, ou circulante: todos os exigíveis com vencimento menor do que 365 dias a contar a partir da expedição do Balanço Patrimonial;
  • De longo prazo, ou não circulante: todos os exigíveis com vencimento maior do que 365 dias a contar a partir da expedição do Balanço Patrimonial;
  • Patrimônio Líquido, capital social – É o resultado de tudo o que a empresa tem em um determinado momento, que é o capital de todos os acionistas e dos sócios.

Como fazer um plano de contas contábil?

Receitas

As receitas são todos os valores recebidos por uma empresa quando executa um serviço ou vende um produto e também se estendem ao mundo dos investimentos quando uma empresa recebe os rendimentos de um ativo.

A maior parte das receitas de uma empresa pode ser dividida em:

  • Prestação de serviços;
  • Vendas;
  • Dividendos ou rendimentos de investimentos;
  • Juros;
  • Multas.

Despesas

Em relação às despesas, elas são os gastos que uma empresa tem para que possa funcionar e ampliar, ainda, sua capilaridade.

No entanto, não são compreendidas em despesas os investimentos em maquinário e expansões desse tipo, uma vez que esses eventos não são fixos e, neste quadro, elencamos apenas essas despesas recorrentes, que podem ser assim divididas:

  • Administrativas: materiais de uso diário da empresa;
  • Comerciais: investimentos em redes sociais e campanhas de marketing;
  • Financeiras: gastos gerados pelo pagamento de multas e juros.

Elaborando um plano de contas   

Elaborar um plano de contas contábil pode ser um desafio, sobretudo para aquelas empresas que não tiveram, até então, uma grande organização em relação às suas finanças.

No entanto, além de cumprir um requisito legal, o plano de contas é uma ferramenta essencial para que uma empresa consiga controlar suas finanças, possibilitando um melhor planejamento estratégico e financeiro.

A MF Consultoria Contábil conta com uma estrutura completa para que a sua empresa possa criar um plano de contas. Fale agora com um dos nossos analistas!

Conclusão

Um plano de contas contábil é um documento essencial para a sua empresa, pois norteia não só a organização de sua documentação como, sobretudo, suas finanças.

Cada empresa pode adaptar um plano de contas conforme as suas próprias necessidades, formulando um que se adeque à sua realidade enquanto instituição.

Deixe um Comentário

Contar com os serviços da MF Consultoria é ter a garantia de que sua empresa terá toda a assistência necessária.

Estamos sempre próximos, realizando reuniões mensais, detectando novos e melhores caminhos, prevenindo problemas e oferecendo soluções adequadas.

Fale com a gente

POSSO AJUDAR?