valuation-quanto-vale-empresa

Valuation: quanto vale uma empresa?

Em meio a tantas transações que ocorrem no mercado, e com todas as transformações pelas quais a economia brasileira passa, é importante para qualquer gestor que ele saiba quanto vale sua empresa. A melhor maneira de se conhecer esse valor é por meio do valuation.

Esse conceito vem da língua inglesa e pode ser traduzido de maneira mais direta como avaliação empresarial. Seu uso não tem relação apenas às finanças, mas também ao potencial de crescimento de um negócio, bem como ao comportamento do mercado.

Saber quanto vale uma empresa não é fácil, e esse cálculo possui diversas etapas complicadas, bem como diferentes métodos de execução. Cabe ao empresário escolher a melhor estratégia de valuation conforme a situação do seu negócio!

Se você é empreendedor e quer aprender mais sobre a importância do valuation, bem como compreender as diferentes metodologias que são utilizadas para esse processo, então fique atento!

Ao longo deste artigo, nós vamos explicar tudo que você precisa saber sobre esse assunto. Quer aprender quanto vale uma empresa? Então venha com a gente!

O que é o valuation?

Como dissemos na introdução deste texto, valuation é um termo técnico utilizado em referência ao cálculo do valor financeiro de uma empresa. 

É importante entender que isso é uma definição subjetiva, e pode ser analisada por diversas óticas diferentes, com métodos distintos, e cada um deles pode atingir resultados diferentes para a pergunta: quanto vale uma empresa?

Apesar de tantos potenciais valores diferentes, existe um ponto em comum: o valuation não é um processo que pode ser conduzido de maneira leviana. 

Por isso, é preciso realizar muitas análises, levantamentos de dados e um intenso processamento de informações para que a avaliação seja precisa.

Você pode estar se perguntando qual é o ponto de se passar por todo esse processo complicado. Para quem está estável com seu negócio e não pensa em mudar seu comportamento no mercado, isso até faz sentido.

Independentemente disso, o valuation cumpre um papel muito importante na gestão empresarial. Entenda a seguir a sua importância!

Qual é a importância de saber quanto vale uma empresa?

Em muitas circunstâncias, é importante que um empreendedor tenha dimensão de quanto vale sua empresa, nem que seja para estimar a relevância do seu segmento de mercado, ou para pensar em estratégias futuras e no planejamento financeiro.

Em qualquer situação de tomada de decisão, é de fundamental importância que um gestor tenha noção do seu valuation. Para que esse conhecimento seja preciso e confiável, é importante que o cálculo de avaliação da empresa seja feito por profissionais especializados no assunto.

E quanto o tópico é calcular o valor de um negócio, lembre-se de procurar ajuda de um contador com experiência nessa operação!

Leia também: Capital social: entenda o que é e como definir.

Em que situações se usa o valuation?

A operação de valuation pode ser utilizada em uma série de situações enfrentadas pelo seu negócio. Essas circunstâncias podem ser boas, neutras ou ruins para você, como gestor, então fique atento a elas para saber como lidar com isso da melhor forma possível!

Fusão e aquisição de empresas

Assim como a auditoria due diligence e outras investigações feitas, as fusões de empresas, assim como as aquisições, fazem uso do processo de valuation.

Afinal, se duas companhias estão se tornando uma, seja em um processo de compra ou na unificação de ambas as partes, é preciso saber quanto valem as empresas, certo?

O processo de fusão ou aquisição de empreendimentos é relativamente comum dentro do mercado, especialmente entre empresas de maior porte. 

Quando uma grande corporação pretende comprar uma firma menor, que ocupa um nicho mais particular do mercado, com grande potencial, isso deve ser levado em conta na avaliação empresarial.

Por isso, algumas metodologias de valuation levam em conta o mercado em que um negócio está inserido, e não somente seu patrimônio e seu fluxo de caixa.

Alterações societárias

Outra situação em que o valuation cumpre um papel importantíssimo é nas alterações societárias de empreendimentos. 

Se uma sociedade é formada por vários parceiros e um deles quer vender sua parte ou desfazer o negócio, é preciso que haja a compra da parte dele, ou até uma divisão litigiosa na justiça.

Em ambos os casos, é necessário fazer a avaliação para saber quanto vale a empresa e, consequentemente, quanto vale sua cota na divisão da sociedade. Isso, no caso de uma Sociedade Simples ou de uma Sociedade Empresarial Limitada (LTDA).

Acontece que, em Sociedades Anônimas (S/A), especialmente as de capital fechado, o valuation também é crucial para que seja possível calcular os valores das ações da empresa. Isso inclusive para as vendas entre sócios.

Avaliação de startups

As startups, enquanto empresas que dependem fortemente da atração de investimentos e de aportes financeiros, também precisam sempre realizar o cálculo de valuation, em diversas formas diferentes. 

sso porque, para que os valores sejam estipulados com investidores, é preciso que essas informações estejam claras e atualizadas.

Ou seja, se você é gestor de uma startup, lembre-se de manter-se sempre informado acerca de quanto vale sua empresa!

Atração de investidores-anjo

Outro ponto frequente em que a avaliação empresarial cumpre seu papel é na atração de investidores-anjo. 

Esse tipo de investidor é aquele que busca negócios cuja performance está bem aquém do seu potencial, seja em relação à região em que está inserido ou ao seu segmento econômico.

Seu papel é comprar o negócio em questão ou adquirir uma parcela em sua sociedade, para que seja possível alterar diversos processos operacionais dentro dele. Assim, o objetivo é elevar a lucratividade da empresa, de acordo com seu potencial de mercado.

Para que isso seja possível, é preciso saber quanto vale a empresa em questão, certo? Portanto, a avaliação é necessária também nessa circunstância.

Conheça os principais métodos de calcular o valuation de uma empresa!

Existem três métodos principais de se calcular o valuation de um negócio, que podem ser aplicados separada ou paralelamente para que você saiba o real valor da sua empresa. Conheça eles, detalhadamente, a seguir:

Fluxo de caixa descontado

O fluxo de caixa descontado, também conhecido como FCD, é o modelo mais completo de avaliação do potencial econômico de uma organização. Ele leva em conta uma projeção futura de geração de lucro, por meio de uma estruturação do fluxo de caixa futuro.

Isso é feito a partir da análise de registros financeiros de exercícios anteriores, para averiguar de que ponto a empresa partiu e como ela chegou até a situação atual. No que diz respeito ao valuation, o FCD é crucial para mensurar o valor de empreendimentos em crescimento, especialmente as startups.

Para saber quanto vale uma empresa, o fluxo de caixa descontado segue alguns procedimentos básicos. Entenda como funciona esse cálculo:

  • Análise do fluxo de caixa da pessoa jurídica em questão durante um período de pelo menos cinco anos. Para empresas com menos tempo de história que isso, essa pouca idade pode ser considerada um fator de risco;
  • Por falar em risco, é preciso também fazer uma lista de possíveis riscos e estratégias de prevenção;
  • Cálculo da taxa de desconto com base no custo de oportunidade de quem investe na empresa e de possíveis aportes e financiamentos;
  • Cálculo do valor presente a partir de uma regressão linear feita sobre os lucros obtidos ao longo dos fluxos de caixa analisados;
  • Apuração do valor residual ou terminal, que é uma projeção do lucro futuro após o período já estimado até aqui. Esse cálculo inclui a taxa de crescimento a longo prazo e a taxa de desconto.

Por fim, é preciso subtrair do valor empresarial calculado o saldo de contas não operacionais. Ou seja, some ao valor empresarial o capital de giro e subtraia o endividamento total do seu negócio. Assim, você chega ao valor final do valuation pelo método FCD.

Leia mais: O que é fluxo de caixa? Conheça os tipos e como montar!

Valuation pelo mercado

Outra forma muito utilizada para saber quanto vale uma empresa é o método de valuation por múltiplos de mercado.

Quando você resolve comprar um carro, uma das referências que confere para avaliar o preço dos veículos é a Tabela Fipe, certo? No entanto, essa tabela é montada com base em pesquisas sobre preços no mercado.

No mundo dos negócios, quando falamos de adquirir empresas ou fazer investimentos, é o próprio investidor quem tem que fazer essa pesquisa (mas preferencialmente com ajuda de um profissional especializado).

É justamente assim que é feita, portanto, a avaliação por múltiplos de mercado. Isso toma como referência o valor pelo qual outros empreendimentos de setores similares foram vendidos ou por quanto foi negociada uma participação societária em algum deles.

Nesse método, também é preciso avaliar outras questões, como os indicadores financeiros dessas concorrentes, desde sua geração de lucro até o grau de crescimento. Voltando à metáfora da compra de carros: você também analisa os preços de outros modelos, bem como seu desempenho de km/L, e até as avaliações de donos anteriores, certo?

Portanto, para calcular quanto vale uma empresa, métricas similares devem ser levadas em conta, e a partir daí é estabelecido o método de múltiplos de mercado. Ele se sustenta em dois princípios primordiais, que são:

  • Embasamento em valores equivalentes para calcular a razão entre lucro por ação e preço por ação. Ou seja, considere sempre a mesma empresa ao fazer esse cálculo, sem misturar as referências;
  • Focar em concorrentes que são realmente do mesmo setor de mercado, evitando ao máximo a avaliação de empresas com características significativamente diferentes.

Trata-se de um método de valuation menos complexo que o FCD, mas isso é apenas no aspecto aparente. Por mais que os múltiplos de mercado não sejam uma metodologia com cálculos tão complicados, trata-se de uma avaliação que demanda muito conhecimento prévio. Por isso, a participação de uma contabilidade se faz necessária, mais uma vez.

Confira também: EBITDA: O que é, vantagens, desvantagens e como calcular.

Valuation por patrimônio

Nem somente de boas notícias vive o gestor de um negócio, não é verdade? É uma realidade triste, mas mais da metade das empresas brasileiras fecham as portas dentro dos primeiros cinco anos de atividade.

Uma boa notícia para quem está tomando prejuízos com seu negócio é a possibilidade de um outro empreendedor querer comprar sua empresa, por causa do patrimônio que ela tem acumulado, e que pode ser aproveitado por outro negócio.

Nesse tipo de situação, para saber quanto vale sua empresa, é muito comum que seja adotada a metodologia de valuation por patrimônio. Nesse caso, são levados em conta todos os bens que estão no nome da sua pessoa jurídica, inclusive os funcionários com contratos vigentes.

Sim, o patrimônio de uma empresa inclui seus recursos humanos, bem como seus recursos financeiros, físicos, estruturais e suas contas a receber. Por outro lado, são descontadas também todas as dívidas, contas a pagar e demais despesas operacionais que possam surgir.

Em suma, esse método de valuation é medido pela diferença entre os ativos e os passivos do empreendimento em questão. Justamente por se tratar de um cálculo tão embasado no presente, sem avaliar as perspectivas futuras de potencial de crescimento e atração de clientes, ele é mais utilizado para mensurar quanto vale uma empresa em situação ruim.

Existem outros tipos de valuation?

Sim, existem outros métodos de valuation, que são menos utilizados no cotidiano empresarial, mas têm algum valor na busca por saber o valor de um empreendimento. Veja alguns deles:

  • Liquidação de ativos: mais utilizado em venda de empresas;
  • Capital de risco: a avaliação é feita com base no valor obtido ao retirar um investimento depois de um certo tempo. Muito utilizada em startups;
  • Valuation pré-investimento e pós-investimento: São metodologias geralmente utilizadas em conjunto, de modo comparativo, para medir o benefício gerado por um aporte financeiro.

Independentemente do método de avaliação empresarial que você escolher usar no seu negócio, lembre-se de contar com apoio de uma contabilidade especializada em todo esse processo!

O valuation não é um cálculo simples, tampouco é a venda, aquisição ou fusão de empresas. Em todo caso, busque o apoio de um profissional que seja referência no assunto!

Conte com apoio de uma contabilidade especializada para saber quanto vale a sua empresa!

Agora que você já sabe o que é o valuation, então dê o próximo passo! Venha conhecer a MF Consultoria Contábil e todas as nossas soluções voltadas para a gestão empresarial. Com uma ampla equipe de profissionais qualificados, vamos ajudar você a descobrir quanto vale sua empresa, abrangendo todo o seu potencial econômico!

Fale conosco e saiba como podemos colaborar com o crescimento do seu negócio, ou auxiliar em qualquer tomada de decisão que esteja à sua frente. Estamos esperando o seu contato para planejarmos um caminho de sucesso juntos!

Gostou do conteúdo? Aproveite então para seguir as nossas redes sociais e acompanhar dicas de gestão empresarial, ou visite o nosso blog para ler novos artigos como este.

Continue sua leitura: Contabilidade para hotéis e pousadas: conheça as soluções da MF Contabilidade para o setor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.