Ciclo Financeiro: O que é, importância e como calcular

ciclo financeiro

Conhecer o ciclo financeiro da sua empresa é fundamental para que se possa realizar uma melhor gestão, concretizar planos e levá-la ainda mais longe

O nome mesmo já diz: Ciclo de movimentações financeiras é um período de tempo, que pode ser de alguns dias, semanas, meses ou anos.

É importante compreender o funcionamento do ciclo de movimentações financeiras da sua empresa porque desse parâmetro deriva, por exemplo, a sua forma de cobrar seus clientes pelo serviço prestado ou pelo produto vendido.

Outro ponto igualmente fundamental é que a partir desse tipo de saber podemos saber a melhor forma de negociar com os nossos fornecedores a compra e o pagamento de insumos ou de produtos acabados.

Dessa forma, é fundamental que a sua empresa tenha à mão os instrumentos corretos de análise para poder fazer com que o planejamento do seu negócio funcione da forma adequada e para que o seu ciclo de movimentações financeiras possa ser o melhor.

Saiba mais: Giro de Estoque: o que é, como calcular e dicas para otimizá-lo

O que é um ciclo financeiro?

O ciclo de movimentações financeiras de uma empresa também pode ser chamado de ciclo de caixa.

Na prática, é o tempo que decorre entre o momento que seus fornecedores recebem seus pagamentos e a data que você recebe dos seus clientes.

Assim, o ciclo de movimentações financeiras de uma empresa deve sempre prover que o ritmo e o intervalo entre esses dois momentos possa sempre estar passo a passo, sobretudo porque, sem o pagamento dos clientes, pode ser inviável comprar insumos.

Dessa forma, estudar de forma atenta o ciclo das movimentações financeiras da sua empresa é vital para que ela possa se manter ativa.

Isso se dá, sobretudo, porque quanto maior o tempo entre a produção e o pagamento, mais dinheiro a empresa precisa ter.

E quanto mais dinheiro a empresa precisa ter em seu caixa apenas para subsistir, mais difícil será fazer com que ela cresça.

como funciona um ciclo financeiro

Saiba mais: Modelagem de Processos: o que é, benefícios e como implantar

Como funciona um ciclo financeiro?

O funcionamento de um ciclo de movimentações financeiras se dá da seguinte forma: A empresa compra produtos já acabados ou insumos para produzir algo, diretamente com um fornecedor.

No primeiro caso, dos produtos já acabados, a cada vez que o cliente desejar comprar uma quantia, a empresa pode fornecer aquelas que já estão em seu estoque ou, ainda, comprar do seu fornecedor apenas para suprir a necessidade desse cliente em particular.

No entanto, quando tratamos de indústria, isso se torna mais complexo, sobretudo porque a compra de insumos estará sempre dialogando com a necessidade dos seus clientes por novos produtos.

Dessa forma, quanto maior o prazo de pagamento dado ao seu cliente, mais tempo você terá de usar recursos da empresa para financiar suas próximas produções.

Assim, é fundamental conhecer esse tipo de matéria, justamente para que você não faça, por impulso, negociações que podem comprometer a sua empresa de forma bastante grave.

Ciclo financeiro x Ciclo operacional

As diferenças entre cada tipo de ciclo podem ser compreendidas da seguinte maneira:

O ciclo de movimentações financeiras diz respeito à quantidade de dias que passam entre o momento em que você adquire insumos para a produção em sua empresa e o momento em que você vende – e recebe – os produtos já acabados.

Esse tipo de ciclo leva em conta as datas pontuais em que esses movimentos ocorrem e, portanto, devem ser levadas em conta dessa forma.

Já o ciclo operacional diz respeito aos eventos que envolvem a operação de uma empresa, de forma geral. Assim, é o momento em que se compra a matéria prima, a forma como os insumos são estocados, o tempo de produção e o tempo de estocagem e a hora da venda.

ciclo financeiro x ciclo operacional

Saiba mais: Custo de Mercadoria Vendida: como é feito o cálculo do CMV?

A importância de acompanhar o ciclo financeiro da empresas

O acompanhamento do ciclo de movimentações financeiras de uma empresa é uma das formas de conseguirmos fazer com que ela tenha mais saúde, sobretudo a longo prazo.

Assim, se faz necessário esse acompanhamento porque é dessa maneira que se pode determinar cronogramas de compras e vendas sem que isso afete o caixa da empresa.

Se, por exemplo, a empresa tem um ciclo de movimentações financeiras de 90 dias, isso quer dizer que nesse tempo ela já fez o pagamento dos seus fornecedores, mas ainda não recebeu o pagamento dos seus clientes.

Na prática, isso quer dizer que para que mantenha a sua produtividade, será necessário ter um maior capital de giro.

Como calcular o ciclo financeiro?

O cálculo do ciclo de movimentações financeiras se dá da seguinte forma:

Sua empresa fabrica bolos para festas de casamento. Para que você possa fazê-los, você precisa comprar insumos que serão pagos ao fornecedor 15 dias depois.

Ou seja: Seu capital de giro não precisou ainda ser utilizado, nem mesmo o seu dinheiro em caixa.

No entanto, parte do que você usaria para fazer os bolos você já tinha em estoque. Assim, por 10 dias, você usou apenas o que você já tinha em seu armário para produzir os bolos, sem tocar no que comprou nessa nova aquisição.

O combinado com as noivas é que os bolos devem ser pagos sempre 30 dias após a entrega. Assim, o cenário que temos é o seguinte:

  • Dia 1: Compra com o fornecedor
  • PMP (prazo médio de pagamento ao fornecedor): 15 dias
  • PME (prazo médio de estocagem – de itens adquiridos anteriormente): 10 dias
  • Prazo Médio de Produção: 10 dias
  • PMR (prazo médio de recebimento dos seus clientes): 30 dias

Dessa forma, o que temos enquanto resultado é o seguinte: Prazo médio de produção de 10 dias e prazo médio de estocagem também de 10 dias.

Assim, nosso ciclo econômico é de 20 dias.

Já o ciclo operacional é um pouco diferente. Ele leva em conta o tempo de ciclo econômico e, ainda, o prazo que leva para recebermos dos clientes. Nesse caso, é de 50 dias.

Diante disso, o cálculo para o ciclo de movimentações financeiras é o seguinte:

Ciclo financeiro = Ciclo operacional – Prazo médio de pagamento

No exemplo dado, seria, portanto, de 35 dias.

como reduzir o ciclo financeiro de uma empresa

Saiba mais: Valuation para pequenas empresas: como fazer na prática!

Como reduzir o ciclo financeiro de uma empresa?

A redução do seu ciclo financeiro pode se dar por meio da negociação com os fornecedores e ajustes na política da empresa em relação aos métodos de pagamento adotados.

Por meio dessas ações, é possível ter redução no tempo ocioso do seu caixa e melhorias no gerenciamento do seu capital de giro.

Quer saber mais sobre o capital de giro? Vem ver!

Como a MF Consultoria pode ajudar sua empresa?

A MF Consultoria Contábil possui mais de 20 anos de experiência, contribuindo com o gerenciamento de diversos tipos de negócios no Brasil.

Em relação ao seu ciclo financeiro, nossa contribuição é gigantesca quando se trata da organização da sua empresa, sobretudo na boa utilização do seu fluxo de caixa.

como a MF Consultoria pode ajudar sua empresa

Saiba mais: Como começar a empreender: veja as tendências e dicas (2021)

Saiba mais agora sobre a Consultoria Empresarial da MF Consultoria Contábil!

Conclusão

O estudo do ciclo financeiro de uma empresa é fundamental para que se possa utilizar de forma mais positiva o capital de giro do negócio e mantê-lo em funcionamento adequado.

Para que você possa ter um ciclo de movimentações financeiras mais saudável, é essencial reduzir o intervalo entre o pagamento dos fornecedores e o recebimento por parte dos clientes.

Deixe um Comentário

Contar com os serviços da MF Consultoria é ter a garantia de que sua empresa terá toda a assistência necessária.

Estamos sempre próximos, realizando reuniões mensais, detectando novos e melhores caminhos, prevenindo problemas e oferecendo soluções adequadas.

Fale com a gente

POSSO AJUDAR?