Indicadores Financeiros: o que são, principais e como avaliar

indicadores financeiros

Os indicadores financeiros são fundamentais para uma boa gestão empresarial. Conheça agora quais são os principais e como implementá-los ao seu negócio.

Cada um dos indicadores financeiros representa um dado, uma métrica que deve ser levada em conta, enquanto informação, no momento de fazer um bom planejamento financeiro da sua empresa.

Eles são representados em forma de demonstrativos, que são os principais documentos que norteiam uma boa administração.

Dessa forma, no momento de realizar o planejamento financeiro – que deve ser periódico –, esses documentos são fundamentais, pois revelam a situação financeira atual da empresa, contribuindo com um planejamento mais realista das aplicações.

Por fim, os indicadores financeiros também formam um histórico da empresa, razão pela qual são fundamentais no momento de se requerer algum tipo de financiamento que vise o crescimento do seu negócio.

O que são Indicadores Financeiros?

Os indicadores financeiros são documentos que trazem em si métricas que determinam a forma como a administração de uma empresa emprega seus recursos e, ainda, qual é o retorno que eles proporcionam.

Esses recursos podem ser de diversos tipos – incluindo aqueles financeiros.

No entanto, temos recursos humanos, materiais e até mesmo aqueles que são resultado de inovações tecnológicas, como inteligências artificiais.

Dessa forma, quando se trata de indicador financeiro, temos de analisar o retorno dos investimentos realizados em todos os setores da empresa.

Esses indicadores têm por objetivo trazer informações contundentes e relevantes sobre a forma que uma empresa utiliza seus recursos financeiros, possibilitando também que ao longo do tempo seja feito um melhor emprego deles.

Quais os 4 grupos de Indicadores existentes?

Existem quatro agrupamentos de indicadores financeiros, que podem ser identificados e agrupados da seguinte forma:

Indicadores de liquidez

São aqueles que têm por objetivo medir qual a capacidade de uma empresa de honrar com o pagamento de suas obrigações de curto prazo, que são aquelas que têm uma data de vencimento. Eles dizem respeito à solvência de uma empresa, portanto.

Indicadores de rentabilidade

Os indicadores de rentabilidade são todos aqueles que permitem que a empresa possa fazer a correta avaliação dos seus lucros quando relacionados aos níveis de vendas, ativos e, ainda, ao capital que foi nela investido.

Margem operacional

Os indicadores de margem operacional estão relacionados aos valores que sobram de todas as vendas depois que tudo o que é despesa da empresa foi pago, com exceção do imposto de renda.

Indicador de estrutura de capital

Os indicadores de estrutura de capital estão relacionados com a situação do endividamento empresarial e à capacidade, ou não, que a empresa tem de gerar caixa para pagar todas as suas obrigações e, ainda, gerar caixa para aumentar sua rentabilidade.

indicadores financeiros

Importância dos Indicadores Financeiros

Cada indicador financeiro é importante porque é por meio deles que coletamos indícios de que é possível fazer com que a performance de uma empresa possa ser melhorada ante o seu mercado.

Dessa forma, um indicador é fundamental para que se possa avaliar, por exemplo, de que forma o endividamento afeta a sua capacidade de gerar mais lucro.

Além disso, também podemos avaliar por meio dos indicadores quais são as melhores formas de obtê-lo.

Assim, percebemos que esses documentos não têm importância apenas para quem avalia a viabilidade de se investir em uma empresa ou não, mas que são importantes também para aquelas pessoas que fazem a gestão desse negócio.

Juntos, os indicadores financeiros formam um grande histórico da gestão de uma empresa, sendo possível olhar para ela ao longo do tempo e identificar quais são as ações que deram certo, quais não deram e como aprimorá-las.

Desse jeito é possível, portanto, poder traçar um panorama de previsibilidade em relação aos próximos passos da empresa, buscando identificar quais são seus pontos mais fortes e quais são aqueles que exigem da gestão maior atenção.

Quais são os principais Indicadores Financeiros de uma empresa?

Os principais indicadores financeiros de uma empresa são aqueles que são capazes de determinar algumas funções específicas do negócio, como a sua capacidade de fazer pagamentos, a sua margem de endividamento e até o seu êxito administrativo.

Sozinhos, no entanto, os indicadores podem não nos dizer muitas coisas. Para que possam ser efetivos, é fundamental que sejam estudados de forma bastante comprometida pelos analistas financeiros e administradores da empresa.

Assim, eles são capazes de demonstrar de que maneiras o negócio pode ser melhor administrado e, ainda, quais são os efeitos das ações já tomadas pela empresa ao longo do tempo.

Conheça, agora, quais são os principais indicadores financeiros que podem ser utilizados pelo seu negócio para um planejamento mais eficiente das suas ações:

indicadores financeiros

ROE – Retorno sobre o Patrimônio

O ROE é o acrônimo de Return on Equity. Na prática, nada mais é do que o cálculo do Retorno sobre o Patrimônio Líquido de uma empresa no período que foi analisado.

Esse é considerado por muitos como o indicador financeiro mais importante para a análise do tipo fundamentalista.

Sua intenção é avaliar se a empresa está apresentando rentabilidade ou se não está.

A fórmula do ROE é a seguinte:

ROE = Lucro líquido / Patrimônio líquido * 100

Quanto mais alto esse valor se apresentar, maior será a eficiência da empresa. Assim, o cálculo do ROE sempre deve ser realizado e comparado com o de outros negócios de um mesmo setor, a fim de se saber qual a eficiência da empresa ante o seu mercado.

ROI – Retorno sobre Investimento

O ROI, por sua vez, é o Return over Investment. Em português, o Retorno sobre Investimento. Assim, é sua atribuição contribuir com o entendimento sobre a maneira como o dinheiro que uma empresa investe acaba retornando para ela.

No entanto, esse investimento pode não ser apenas financeiro.

Podemos observar o mesmo cálculo por meio dos investimentos feitos na educação de um setor, como um evento de formação, por exemplo.

Da mesma forma, como a produtividade aumenta de acordo com a troca de equipamentos de trabalho.

Ou seja, esse é um cálculo muito utilizado também para mensurar outros aspectos de investimentos, como o retorno sobre ações da empresa em sua própria estruturação.

O cálculo do ROI se apresenta da seguinte forma:

ROI = Ganho – Investimentos / Investimento apontado * 100

Margem Líquida

A margem líquida é uma ferramenta de apuração do valor que a empresa receberá enquanto retorno em relação à receita total que foi formada em um determinado período.

Esse valor é essencial porque podemos compreendê-lo como o lucro que a empresa realmente receberá ao fim do período e que pode ser reinvestido ou mesmo separado entre os sócios.

Assim, é fundamental tê-lo sempre em dia, junto à sua empresa, sobretudo porque dele deriva toda a sua estratégia de aplicação de receitas.

A sua formulação é:

Margem Líquida = Lucro Líquido / Receita total x 100

indicadores financeiros

Margem Bruta

A margem bruta é um indicador financeiro que tem por objetivo indicar a correta porcentagem de ganhos que uma empresa pode obter a cada vez que realiza uma venda.

Dessa forma, para os comerciários, esse é um cálculo imprescindível, uma vez que é a partir dele que se pode fazer a correta precificação de um produto ou mesmo de um serviço.

Assim, você pode obter resultados melhores em sua operação como um todo, impactando positivamente em outros indicadores financeiros.

O cálculo para que se chegue à margem bruta dos seus produtos é:

Margem Bruta = Lucro bruto / Receita total x 100

Margem EBITDA

O cálculo de margem EBITDA traduz a capacidade que o caixa de uma empresa pode ter em termos da sua operação.

Em palavras mais simples, ele tem a função de averiguar a forma como uma empresa gera e mobiliza recursos de sua atividade operacional.

Dessa forma, a margem EBITDA é um cálculo essencial para que se possa avaliar o desempenho da sua empresa, sobretudo em relação à sua própria produtividade, sendo fundamental para o diagnóstico das suas operações.

Para que você possa chegar ao valor correto desse indicador financeiro, é preciso fazer o seguinte cálculo:

Margem EBITDA = EBITDA / Receita total x 100

Margem de Contribuição

A margem de contribuição pode também ser conhecida como o cálculo de apuração do ganho bruto de uma empresa.

O cálculo de margem de contribuição tem por objetivo representar o lucro que cada produto tem em face dos gastos da empresa em si.

Dessa forma, a apuração se dá da seguinte forma: o valor de um produto versus a sua participação direta no pagamento de todas as despesas e custos operacionais e, ainda, a sua margem de contribuição com os lucros da empresa em si.

De acordo com esse cálculo, é possível saber a qual preço e quantos produtos você deve vender mês a mês para que não fique no prejuízo em um determinado período a ser analisado e planejado.

O cálculo da margem de contribuição é feito por meio da seguinte formulação:

Margem de Contribuição = Valor das Vendas – (Custos Variáveis + Despesas Variáveis)

Giro de Caixa

O giro de caixa é um dos indicadores financeiros que tem por objetivo mostrar quanto é o número de ciclos que o caixa de uma empresa realiza em um único ano. Isto é, em termos mais simples e práticos, o número de vezes que o capital circula.

Esse é um cálculo que demonstra quantas compras de produtos ou produções são necessárias ano a ano para suprir a cadeia de fornecimento.

O cálculo para que se saiba o giro de caixa é o:

Giro de caixa = Prazo médio de estoque + Prazo médio para receber as vendas – Prazo médio para pagar os fornecedores

Quer saber mais sobre o capital de giro da sua empresa?

Ponto de Equilíbrio

O ponto de equilíbrio é um dos indicadores que demonstram qual a segurança que uma empresa tem em relação à sua operação e ao seu mercado.

Ele demonstra, em termos gerais, o quanto uma empresa necessita vender para que seus custos sejam equivalentes às suas receitas. Para calculá-lo, é necessário seguir a seguinte formulação:

Ponto de equilíbrio = (Custo fixo / (Receita – Custo variável)) * 100

Liquidez Corrente

A liquidez corrente de uma empresa é um dos indicadores financeiros que tem por finalidade apurar e apresentar a capacidade que uma empresa tem de honrar todos os seus compromissos de curto prazo.

Para que se possa apurar esse valor, é preciso aplicar a seguinte formulação:

Índice de Liquidez Corrente = Ativo Circulante / Passivo Circulante

Caso o resultado desse cálculo for maior do que 1, é um sinal de que a empresa tem recursos para que se possa honrar esses compromissos de curto prazo.

Custos Fixos e Custos Variáveis

Os custos fixos e os custos variáveis são todos aqueles que a sua empresa mantém mês a mês para que a sua operação possa ser viabilizada.

Em relação aos custos fixos, temos de ter uma provisão permanente, enquanto em relação aos custos variáveis, temos de ter reservas de rápida liquidez, caso seja necessário ativá-los.

indicadores financeiros

Como avaliar os Indicadores Financeiros de uma empresa?

Os indicadores financeiros de uma empresa devem ser avaliados de forma conjunta e, sobretudo, sempre comparando com resultados anteriores, quando houver.

Caso isso não seja possível pela falta de dados anteriores, é possível fazer comparações com resultados de outras empresas da sua mesma área, ou ramo.

Assim, você conseguirá perceber qual a posição que a sua empresa ocupa ante ao seu mercado.

Conte com a ajuda da MF Consultoria!

A MF Consultoria Contábil contribui com a sua empresa desde o momento da confecção dos relatórios que trazem os indicadores financeiros do seu negócio.

Com uma experiência de mais de 20 anos no mercado, nossos conhecimentos contribuem com a sua empresa. Conheça agora nossos serviços:

Otimize a gestão do seu negócio com apoio da consultoria empresarial da MF

Conclusão

Os indicadores financeiros são ferramentas essenciais para a avaliação constante das atividades de uma empresa – e, sobretudo, se elas estão alcançando todos os resultados não só desejáveis como necessários para a continuidade da sua operação.

Assim, quando se trata dos indicadores financeiros, é fundamental ter sempre a organização documental adequada, uma equipe de trabalho de excelência e analistas comprometidos com os resultados que os cálculos de indicadores podem trazer.

Deixe um Comentário

Contar com os serviços da MF Consultoria é ter a garantia de que sua empresa terá toda a assistência necessária.

Estamos sempre próximos, realizando reuniões mensais, detectando novos e melhores caminhos, prevenindo problemas e oferecendo soluções adequadas.

Fale com a gente

POSSO AJUDAR?