Análise de Investimentos: O que é, métodos e importância

análise de investimentos

A análise de investimentos visa buscar por formas de verificar, por meio de diferentes técnicas, se uma aplicação financeira pode ser vantajosa para uma empresa, oferecendo a ela o retorno esperado

Tal como fazemos em nossa vida financeira privada, a análise de aplicações financeiras deve ser feita também em nossa empresa.

Esses estudos visam apurar quão vantajoso um investimento pode ser para uma empresa, qual o seu retorno, qual o seu risco e, sobretudo, em quanto tempo poderemos ver o resultado dessa aplicação.

Dessa forma, para que possamos realizar os estudos que embasam essa dinâmica financeira, é fundamental que tenhamos à nossa disposição um rico conjunto de técnicas que possam ser utilizadas isoladamente ou em conjunto, sempre visando eliminar o viés de confirmação.

Esse viés de confirmação de que tratamos é nada mais, nada menos, do que aquela busca por algo que confirme a nossa própria hipótese em relação a um investimento – lembrando que, além de seres racionais, também temos de lidar com emoções em relação ao dinheiro.

Para isso é que a análise dos mais diversos investimentos que nossa empresa possa vir a fazer é tão importante.

Por meio dela, diminuímos o potencial dessas emoções interferirem no resultado prático que esperamos em relação ao que estamos investindo.

Agora, vamos estudar de forma mais aprofundada um pouco mais sobre a análise de investimentos e como ela pode contribuir com a organização financeira de uma empresa, tornando-a ainda mais eficiente e tendo seus recursos mais bem aplicados.

O que é uma análise de investimentos?

A análise de investimentos é o ato de verificar de forma quantitativa se um investimento tem potencial de retorno e se esse potencial de retorno é aquele que a empresa espera para aquela aplicação financeira.

Esse tipo de análise surgiu como uma forma de buscar compreender o comportamento de retorno de investimentos dos mais diferentes tipos.

Por conta disso, é fundamental para todas as empresas, sejam elas do porte que forem.

Além disso, quando fazemos esse tipo de análise, mobilizamos diferentes conceitos a fim de averiguarmos o potencial de uma aplicação financeira, eliminando todo o lado emocional que existe quando estamos tratando de assuntos financeiros.

Mobilizando tais conceitos, portanto, temos a oportunidade de confirmar se aquela decisão a respeito de se fazer uma determinada aplicação é a melhor para a nossa empresa e, dessa forma, conseguimos colher mais êxito em nossa organização financeira.

Saiba mais: Indicadores Financeiros: o que são, principais e como avaliar

análise de investimentos

Quando fazer uma análise de investimentos?

A análise de uma aplicação financeira deve ser realizada sempre que algum recurso de uma empresa tiver de ser mobilizado a fim de ser investido.

Por meio das ferramentas de análise conseguimos ter parâmetros de avaliação do retorno do capital investido.

Dessa forma, conseguimos mais do que, apenas, conferir se um investimento pode ser rentável para um negócio.

Conseguimos, assim, fazer uma avaliação do seu potencial de retorno, que pode ser demonstrado de forma simples pelas ferramentas utilizadas.

Esse recurso deve ser mobilizado também sempre que tivermos de optar por diferentes tipos de investimentos.

Assim, conseguimos fazer uma avaliação mais segura daquele que oferece um melhor retorno, independente de qual seja.

Por fim, a análise de aplicações financeiras também deve ser realizada a qualquer novo aporte que se deseje fazer em um investimento, como uma forma de reavaliá-lo.

Como funciona uma análise de investimento?

A análise de investimentos começa no momento em que recebemos o prospecto de uma determinada aplicação financeira, documento em que constam todos os dados referentes às taxas, liquidez e juros que serão pagos e, ou ainda, cobrados.

Dessa forma, a partir dos dados ali encontrados, podemos buscar a formulação que melhor se aplica à análise desse tipo de investimento, concentrando todas as variáveis que serão mobilizadas para a sua análise.

A partir, então, dos resultados ali coletados, podemos ter um panorama um tanto mais amplo do resultado que pode ser obtido por meio dessa ferramenta analítica, o que melhora, por fim, o embasamento da decisão por fazer a aplicação ou não.

Sendo assim, sempre que desejarmos fazer qualquer tipo de investimento, seja ele em nome da nossa pessoa física, seja ele em nome da nossa pessoa jurídica, podemos mobilizar esses dados e resultados.

Lembrando, no entanto, que qualquer análise sempre irá começar pela leitura atenta e dedicada de toda a documentação do investimento, bem como da instituição que está nos oferecendo.

Saiba mais: Redução de custos: o que é, como fazer e estratégias para sua empresa

Qual a importância da análise de investimento?

Fazer a análise de investimentos é fundamental para que uma empresa possa apurar qual a viabilidade de um determinado tipo de aplicação financeira, avaliando se essa aplicação irá trazer um retorno positivo para a empresa.

É importante que façamos esse tipo de análise em todos os tipos de investimentos que façamos a qualquer momento da vida de uma empresa – e até mesmo em nossa vida pessoal.

Assim, é por meio dos resultados que essas formulações nos trazem que podemos aferir se um investimento tem um perfil de retorno adequado àquilo que esperamos dele, influenciando na organização financeira da empresa como um todo.

Diante disso, não é possível falarmos em planejamento financeiro ou mesmo contábil sem levarmos em conta essa análise, sobretudo porque é por meio dela que conseguimos compreender se o tempo de um investimento faz com que seja compensado efetivamente.

Por que fazer uma análise de investimentos?

A análise de investimentos deve ser feita porque, por meio dela, é possível aferir a validade de uma aplicação financeira, no sentido de assegurar que ela possui características que farão com que sua alocação de recursos tenha o retorno que você espera que tenha.

Dessa forma, a análise de um determinado tipo de investimento, seja ele qual for, sempre deve ser realizada.

Seja por você, seja por um contador capacitado e com experiência nesse tipo de cálculo.

Isso se dá, sobretudo, para que a sua empresa não perca dinheiro, seja investindo em algo que não terá o retorno esperado, seja investindo em algo que demora mais tempo do que o esperado para que tenha o retorno devido.

O que é necessário para fazer uma análise de investimentos?

Para que você faça a análise de investimentos da forma devida, é fundamental que acesse o prospecto de todas as aplicações que estão no seu radar.

Recomenda-se que sempre seja feito o cálculo com fins comparativos, diga-se.

Dessa maneira, você assegura que terá toda a composição do cenário de que precisa para fazer a melhor escolha, seja para a sua carteira de investimentos pessoais, seja para a sua carteira de investimentos empresariais.

Além disso, você terá contato com informações preciosas e que garantirão toda a estrutura dos seus investimentos.

Assim, terá conhecimento reunido em um só lugar sobre o histórico do investimento e seu potencial de retorno.

análise de investimentos

Quais os métodos de análise de investimentos?

Em relação aos métodos para que um investimento seja analisado, é sempre necessário ter em mente que eles são múltiplos e podem ser combinados, revelando ao investidor quais são as suas melhores chances em relação às aplicações que selecionou.

Vale sempre lembrar que todas as informações relativas ao investimento sempre se encontram em um prospecto, que é um documento elaborado pela gestão de um fundo de investimentos, de ações ou mesmo pelo banco.

Dessa forma, você sempre deve buscar por esse documento e analisar de forma cautelar todas as informações ali presentes.

Dito isso, vamos às formas de análise de investimentos.

Saiba mais: Contabilidade para advogados: como funciona e benefícios

Payback

O payback é uma ferramenta utilizada para a análise de uma aplicação financeira e tem por objetivo demonstrar o tempo necessário para que uma aplicação gere exatamente aquilo que foi investido nela.

A sua formulação é:

Payback = Investimento inicial / Média dos fluxos de caixa

Assim, podemos aplicar:

Payback = 50 mil reais / 2.500 reais = 20 meses

Ou seja: Se você fizer uma aplicação de 50 mil reais e ela render 2.500 reais a cada mês, ao fim de 20 meses você terá, novamente, 50 mil reais.

Esse é um dos métodos mais simples para a análise de investimentos e pode ser utilizado de muitas formas.

No entanto, vale mencionar que ele não considera eventos como a inflação, por exemplo, que é o valor do dinheiro através do tempo.

Valor Presente Líquido (VPL)

O VPL é um tipo de análise de investimento que tem por objetivo apurar o valor presente de uma série de movimentos de fluxos de caixa em relação à taxa de retorno mínima e líquida do que foi investido inicialmente.

Assim, podemos utilizá-lo como uma forma de apurar alguns valores futuros em relação ao valor presente, oferecendo uma forma de controlar de forma mais aprofundada as suas opções, de acordo com uma taxa de rentabilidade histórica ou já pré-determinada.

A sua formulação é a seguinte:

VPL=FC0+FC1 / (1+TMA)1+FC2 / (1+TMA)2++FCn / (1+TMA).

Em que:

TMA – Taxa mínima de atratividade

FC0 – Fluxo de caixa inicial

Assim, observe que você tem um investimento a ser feito e que te dará, enquanto retorno, 10 mil, 2 mil, 3 mil e 5 mil, ano a ano. A atratividade mínima para que você faça qualquer investimento é de 12% em um ano.

VPL = -10.000 + (2.000/1,12¹) + (3.000/1,12²) + (5.000/1,12³)

O resultado dessa operação será de 2.263,81 reais, o que representa menos de 12%. Portanto, não deve ser um investimento a ser considerado.

Saiba mais: Modelagem de Processos: o que é, benefícios e como implantar

análise de investimentos

Taxa Interna de Retorno (TIR)

O TIR é uma metodologia analítica que tem por objetivo determinar o percentual de lucratividade de uma aplicação financeira que já apresenta entradas e saídas em seu capital.

Assim, é necessário ter, enquanto ferramenta de comparação, alguma outra taxa, como a TMA ­– que vimos acima –, por exemplo.

Para que se possa averiguá-la, você irá precisar de uma calculadora financeira, ou mesmo do Excel, uma vez que a sua formulação é:

cálculo

Em que:

FC – Fluxo de caixa

i – Período em que será feito o investimento

N – Período final de um investimento.

Caso o resultado da aplicação dessa formulação seja maior que o TMA, indica-se que temos um investimento viável. Caso seja menor, no entanto, é necessário repensar a sua aplicação.

Quer saber mais sobre essa formulação?

Índice de Lucratividade

O Índice de Lucratividade é um indicador utilizado para medir a medição da capacidade de uma operação gerar lucros a partir de um dos seus próprios projetos.

Ou seja: Tem por objetivo apurar o lucro líquido de uma empresa em um determinado empreendimento.

A sua formulação é:

(Lucro líquido / Receita total) x 100

Por meio do resultado dessa formulação é possível obter o valor que uma empresa terá de retorno após o pagamento de todas as suas despesas.

Ponto de Fisher

Para o Ponto de Fisher não há uma formulação específica, mas é uma ferramenta, ainda assim, poderosa para determinar se um projeto é ou não é atrativo.

Por meio dele, você pode identificar o momento de mudar, por exemplo, de investimento.

Para tanto, você tem de fazer a análise do fluxo de caixa ano a ano de um projeto, aplicando, inclusive, a fórmula TIR, de que falamos acima.

Como avaliar o resultado das análises de investimentos?

A avaliação da análise de investimentos deve ser feita uma vez que você tenha acessado os resultados preliminares da aplicação das formulações aqui dispostas.

Elas, por si só, trarão resultados que podem ser comparados mutuamente, verificando, dessa forma, qual a melhor oportunidade de investimento para a sua empresa.

Assim, temos como resultado não só um investimento mais racional, mas, sobretudo, mais rentável.

Saiba mais: Custo de Mercadoria Vendida: como é feito o cálculo do CMV?

Como a MF Consultoria pode te ajudar?

A MF Consultoria Contábil contribui com toda a organização financeira da sua empresa, atuando, inclusive, na melhor confecção dos cálculos que podem te auxiliar a decidir qual o melhor tipo de investimento para o seu negócio.

Com experiência de mais de 20 anos, nutrimos profissionais capacitados para que possamos te ajudar e fazer com que a sua empresa tenha os resultados que espera.

Saiba mais agora sobre a Consultoria Empresarial da MF Consultoria Contábil!

Conclusão

A análise de investimentos deve ser realizada sempre que a sua empresa – ou você, em sua vida particular – desejarem fazer uma aplicação financeira.

O primeiro passo para ela é observar atentamente o prospecto que apresenta o investimento e, a partir dele, o seu histórico de retorno.

Assim, é possível apurar de que forma se dá o melhor tipo de investimento para o seu caso e, sobretudo, a viabilidade dele.

Deixe um Comentário

Contar com os serviços da MF Consultoria é ter a garantia de que sua empresa terá toda a assistência necessária.

Estamos sempre próximos, realizando reuniões mensais, detectando novos e melhores caminhos, prevenindo problemas e oferecendo soluções adequadas.

Fale com a gente

POSSO AJUDAR?